sexta-feira, janeiro 29, 2010

OS MENINOS DO GÁS

Que seria da famosa menina do gás se fosse tornado público a existência de um concorrente à altura para transporte de bilhas?!
Em termos de roupa interior e pernil estamos falados, a única dúvida será talvez a força de braços!
Verifiquem se é ou não verdade.

Para os interessados podem-se conseguir bons preços para a lingerie em destaque, basta contactar o dito menino do gás(in).

segunda-feira, janeiro 25, 2010

Jantar de Parolos 2010

(em actualização)
Estas senhoras fugiram da Santa Casa da Misericórdia de Ovar, pois não podiam faltar à festa. (Estas são as primeiras fotos conhecidas - roubadinhas do FaceBook).
Ovar, 23 de Janeiro de 2010

BatManel



O rapaz só queria perguntar isto.

sexta-feira, janeiro 22, 2010

Óh Carlitos, vieste a correr?


"Que perfume é que usas?» - questionou logo o Braizens mal viu o nosso maior maratonista de todos os tempos. E antes dele poder responder, retorquiu outra vez: "Deves ter vindo a correr. Com esse cheiro..."

Pois, e o caso não era para menos. O Carlos Lopes apesar de bastante mais balofo do que quando ganhava maratonas, durante a sua visita à cidade de Ovar não quis deixar de visitar a sede-património-da-UNESCO dos Zuzucas (Já foi demolida e vai dar lugar a um parque de estacionamento...).

Ei-lo, então, após um verdadeiro contra-relógio, a ouvir as explicações da Zuzucada, ante diversas caretas desconfiadas.

segunda-feira, janeiro 18, 2010

« Zzzzzzzzzzzzzzzzz»

2004 - 4.º Lugar


«Zzzzzzzz». «Zzzzzzzzzz». «Zzzzzzzzzz». Insectos, insectos por todo o lado. Plantas, plantas estranhas.

Tamanhos desmesurados, corpos distorcidos. Um conjunto de seres estranhos deambula num percurso de interrogação tentando descobrir o que os rodeia ou talvez à espera de serem descobertos pelos que os rodeiam.

Este é um espectáculo / parada em que insectos, plantas carnívoras e vasos gigantes percorrem as ruas acompanhados pelos sons de Goran Bregovic.

sexta-feira, janeiro 15, 2010

Who's who?


E eu é que sou o Emplastro?

quinta-feira, janeiro 14, 2010

Olha que dois


Diz o Jorge para o Américo: «Nos meus tempos aurélios, este rapazinho não me escapava».

Responde o Américo: «Ainda hoje lhe davas um jeitinho, não?»
Já não se vê porque a foto é um instantâneo, mas a cabeleira do Américo foi parar ao meio do público.

Pormenor1: A boa perna arqueada do Américo - convém ver com um lupa - e sem varizes!!!

Pormenor2: O sapato ortopédico do Jorge roubado à avó Lidória...

terça-feira, janeiro 12, 2010

«Afunda qu'eu gosto»

2003 - 4º Lugar



Nem na NBA se viu um embate assim: Diabos patrocinados pelo «Piri-piri Ardiume» e Anjos a publicitar o sabão de barra «Veia Azul».

Relata o Teles: «Que encontro titânico! Anão dos Zipies com a bola, dribla um, dribla dois, assiste o Careca Gato que dentro do garrafão atira para dois pontos, mas é abafado por Sérgio Martelinho». «Abafado não que eu gosto mais de cerveja, porra!»

As gajas estão em delírio, carregadas de ressecume, a espumarem pela boca e atiram roupa interior para dentro do garrafão já vazio porque o Tomsich bebeu-o todo».

Bola nos Diabos que já ultrapassaram o seu meio campo, atropelaram o árbitro Gama - «Gama gama as couves que a tua mãe diz-tas!». Adiante.

Zé CTT passa para Pato do Bosque, dribla um, dribla dois, abre o cu por dois tostões e é bloqueado por uma força misteriosa e centrífuga que surge do centro da terra. Oh não!! O Buda das Raves e a Vera, o duo maravilha da formação da ADO, e roubam-lhe a bolaaaaaaaa!

Zé Américo acompanha Bano ao hospital com uma rotulagem no repolho da gâmbia esquerda. Fim do jogo com um empate a zero pontos e um cartão de rápidas melhoras para o Baninho que foi abalroado pelo «Tó Carro» do clube. «Desculpa lá, pró ano pago-te os curativos», despediu-se o presidente da Fundação acompanhado da filha do Pietra. «Quando é que pagas, meu?» (Olha o Albano a zangar-se. E já agora: o teu pai tá bom?)



Angélico-Mor e Capeta Master, nas suas poltronas, antes de deliciarem a populaça com as  suas cuecas com motivos alusivos à época, pintadas por conceituados artistas. Consta que uma delas levou com uma carga acastanhada de belo efeito... Puff.

O Baninho a mais o Rei, Josina, Tânia, Xanita, e em baixo estão o Alex e o Hugo The Basili. Que rica foto para a posteridade. Não é todos os dias que El-Rei tira uma foto com a Zuzucada. Para que conste!
 
Parece que passou uma chuvada ácida por este cortejo e destruiu tudo. Meninos, pró ano só bebem suminhos! Não vale arrancar olhos nem cabeças!!! E muitos menos dentes! Chiça!


 Para esta maquete, fizemos uma contratação multimilionária nos States da qual ainda hoje estamos a pagar os juros do empréstimo ao banco. Mas valeu a pena! O John Tomsich fez cada afundanço de cerveja com vinho tinto que nem vos digo nem conto... Ele até é adepto do Beira-Mar, mas como os Zuzucas também são amarelos e pretos ficou tudo em família. Thank you, man!!

Este foi um dos momentos altos - p'raí dois metros de altura - dos preparativos, com o Alex Rosas a experimentar a fatiota do norte-americano e os contrastes saltaram à vista.

Pormenor1: O collant de licra que o John usa quando vai fazer ballet...

Pormenor2: O Alex a experimentar o fato do Tomsich. Ficava-lhe bem, o problema é que era muito apertado...


Olhem só para a interacção deste grupo carnavalesco com o público. O puto tá sentado, mas primeiro fizemos dele gato-cinzeiro. Observem bem o estado da sua calça. Não se brinca! Mainada!

segunda-feira, janeiro 11, 2010

«Tiro e Queda» (2001)



Esta pérola está no Youtube. Carreguem no Play e tenham lá paciência que, após alguns minutos, nós aparecemos. Histórico!

quinta-feira, janeiro 07, 2010

«Es... Porão 1930»

2007 - 5.º lugar
video
Uma homenagem que se impunha a um ramo de negócio que faz todo o sentido no Carnaval. O vinícola, claro.

quarta-feira, janeiro 06, 2010

«Cara de Cú»

2009 - 7.º Lugar

Cavalgando no meu Pónei...

segunda-feira, janeiro 04, 2010

CHEGADA DO REI – 2003


Tema: TRIO FRENÉTICO - 1.º Classif.

Só faltava o Netinho Brasileiro porque dançarinas «made in esterco», de galocha e troço de couve empunhado, abalaram a Chegada do Rei em silêncio ensurdecedor e abrasador de música nenhuma. (Oh Simões, tu vê lá a aparelhage!)




Aquilo era tronchudas, era de Bruxelas, era cebolas, era rabanetes, era cagamelos gigantes, pepinos minhotos, era charlottes de chocolate, rissóis de caspa, cafés de chimpão, canecas de vinho azedo pelas goelas abaixo, miosótis de condorninhos para disfarçar o cheiro, móches “bric-à-brac” de pés juntos, chantillies malucos, excursões de Carrazedas de Ansiães, bicicletas de tortulho “tenham Paciência”, espigas de milho-rei para pipocas coloridas, cacetes de pão rijo, saias bordadas à mão, colchetes de cevada, senhoras idosas a conduzirem carros-patrulhas, enfim, um frenesim endiabrado de prokopienkos malamutes das grutas de Cova Donga.

Obrigadinha, mas prontos, não temos culpa do júri gostar de mulher com bigode, porque já diz o ditado que estas pagam bem a quem a f***.



O verdadeiro deboche do Trio Frenético em plena Alameda do Desterro: É mão na virilha, é cuecas pró lado, é troços de couve, é plaquetas sanguíneas, é «lamirrés», é «solidós», enfim, um frenesim de tamanhas loucuras nunca antes vistas em terras vareiras. Tinha que ser!


Os fiéis seguidores de música nenhuma, expelida por colunas falheiras «made in Caniço de Espargo» e mesas de potenciómetros subalternos a darem o pifo constantemente.

«CANTAI DAS VOSSAS RICAS ALMAS! ANIMAI O POVINHO ENQUANTO AS FRENÉTICAS DESOSSAM AS TRONCHUDAS P'RÓ CALDO VERDE!»


Almerinda Açougue questiona GenovevaPalhad’aço:
-Já fijeste a depilaxão no joanete?
- Poish, num t'esqueças que tou a estreari a minha rica botaina noba. E tira a mãozinha daí que o meu Tono foi lebar as bacas à ordenha e tá por aí a chegari.


- Oh filha, tás c’o ubre dilatado… Querias ter um como o meu, mas tens muito pasto que comer p'ra lá chegar.



E agora, a apocalipsis final: Almerinda Açougue em pleno «stage diving» nos Paços do Concelho de Ovar Vareiro que lindo que tu és. Foi bonito de se ver! Até a Sic Radical veio filmar. Pró ano tamos no Rock in Rio Cáster.